Continental Op-Dashiell Hammett

capas

Outro dia descobri, no livro Linha do tempo do design gráfico no Brasil, da Cosac Naify, que Continental Op foi o primeiro livro lançado com duas capas no Brasil. Foi o início do uso de fotografias em capas de livros. As capas são de João Baptista da Costa Aguiar e as fotografias de J.R. Duran. O livro, no Brasil, foi publicado pela Companhia das Letras em 1988.

O prefácio de Ruy Castro é um dos melhores textos sobre literatura policial que já li. Divertido, bem escrito e didático.

Ruy Castro já começa explicando o termo hard-boiled. Na culinária, significava ovos cozidos além do ponto. Mas, no final dos anos vinte, esteve relacionado ao estilo fervente de escrever. Talvez Hemingway tenha inventado o estilo hard-boiled, caracterizado por narrativa rápida, diálogos curtos e coloquiais, personagens violentos. Hemingway influenciou muitos autores e esse mistério tipo  hard-boiled pode ter surgido em seu conto de 1928: The Killers. Hemingway gostava de Hammett. Hammett teria ficado famoso primeiro, escrevia em uma revista chamada Black Mask e em outra super respeitada, The smart set.

Ruy Castro conta que os críticos gostaram da ficção urbana de Hammett. E assim: “Hammett vestiu um trench coat em seu detetive, calçou-lhe galochas, enfiou-lhe um chapéu na cabeça, armou-o com um 38 e obrigou-o a sair de casa, mesmo que estivesse chorando” (p. 9). Ele conta, também, que Hammett introduziu na literatura a mulher linda, perversa e sem escrúpulos. Op, o detetive de Continental Op, é técnico e profissional.

Eu gosto desse estilo hard-boiled,  de frases escritas como tiros expelidos do pensamento de um personagem que ri de si mesmo, sabendo que o epílogo estará a seu favor. Um exemplo: “Sempre sentira um razoável orgulho de minha capacidade de socar. E era desapontador ver aquele homenzarrão aguentar o máximo que eu podia desferir sem soltar um grunhido sequer. Mas eu não estava desanimado. Ele não podia aguentar aquilo para sempre. Resolvi trabalhar metodicamente” (p. 197). E depois: “O golpe doeu. Mas deve ter doído mais nele. Um crânio é mais duro do que um punho”.

Tem um filme do Wim Wenders, Hammett, de 1982, que tem esse ritmo. O filme é baseado em um romance de Joe Gores que tem Dashiell Hammett como personagem.

Achei os contos de Continental Op completamente diferentes de O Falcão Maltês. Essas diferenças são assunto para outro texto.

Sobre Paula Bajer Fernandes

Sou escritora e moro em São Paulo. Além de livros publicados (na área jurídica e romances), além de contos, tenho dois blogs: Lolita e Nove tiros em Che Lidu. Criei o blog Lolita em 2009 para falar de imagens, lugares e escritos (http://lolitaimaginario.com). O blog Nove tiros em Chef Lidu (cheflidu.com) é um espaço sobre processos criativos e novelas policiais. Todo livro tem um outro lado, como as cenas que não entraram em um filme e ficam no DVD, entrevistas com atores e o diretor. Senti vontade de prosseguir um pouco no romance Nove tiros em Chef Lidu e aproveitei o lançamento em formato digital para começar o blog. O blog continuou. Sou autora de Viagem sentimental ao Japão (Rio de Janeiro, Apicuri, 2013), Asfalto (livro de contos em formato digital) e Nove tiros em Chef Lidu (Editora Circuito, 2014 e e-galáxia, e-book). Em abril de 2016 publiquei o fanzine O mergulho, com textos e fotos minhas e direção de arte e ilustrações de Rodrigo Terra. Integro o Coletivo Martelinho de Ouro. Participei de cinco publicações do Martelinho: Achados e perdidos (RDG, 2013), 50 anos daquele 64, Serendpt (Livrus), publicados também em formato digital. Em novembro de 2015 foi publicado o fanzine Fancine. Sub, livro de contos do Martelinho sobre tudo que pode estar oculto, foi publicado pela Patuá no fim de 2016.
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Continental Op-Dashiell Hammett

  1. Dione disse:

    Vá em frente sempre. Vc é mto boa no que faz e escreve. Parabéns. Orgulho-me de vc. Abraços.

    Curtir

  2. naneteneves disse:

    Aprendi muito sobre estilos. Belo texto

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s